Seguir por e-mail

terça-feira, 12 de abril de 2011

Noivado rompido... temporariamente

Este deveria ter sido um micropost, claro que não um daqueles reduzidos a 140 caracteres, porque aí já seria demais... Meu poder de síntese, nem nos meus melhores dias, seria capaz de fazê-lo (e acabar escrevendo quatro parágrafos não é bem o que se possa chamar de micropost). Então este será apenas mais um post. Bem, a ideia me ocorreu agora há pouco quando postava algo no Facebook (algumas das coisas postadas aqui têm sua origem lá).

Se alguém se deixou levar pelo título, esclareço logo: ele é despistador. Não rompi nenhum noivado recentemente (até porque nem estou em um ainda, por enquanto). O noivado do título (ou melhor, seu rompimento) se refere à Noiva do Sol: este é um dos apelidos de Natal, minha ensolarada cidade, que hoje, preferiu romper (temporariamente, espero) esse relacionamento e tornar-se amante da chuva em um tórrido affair (se é que se pode classificá-lo assim).

Choveu hoje como não ocorria há um bom tempo, causando vários problemas (todos interligados): ruas alagadas, trânsito caótico, ônibus atrasados e lotados... enfim, um nada tranquilo dia de chuva, se você tem que trabalhar ou estudar, ou apenas sair de casa. Não me entendam mal, não sou contrário à chuva: gosto dela bastante até, especialmente pelo calor dos últimos dias, e também porque vim do interior onde a chuva (e agora estou me citando do Facebook) é mais do que bem-vinda. No entanto, mais uma vez, a chuva nos lembra de que a nossa cidade não está preparada para lidar com ela; que não pode ter um relacionamento sério e duradouro com ela, porque, se isso acontecesse a Noiva afogaria... literalmente.

É claro que também não devemos torcer para que o relacionamento entre a Cidade e o Sol seja exclusivamente monogâmico. Afinal, às vezes dar um tempo no relacionamento pode ser saudável para o casal, e um pouco de Chuva também pode ajudar a acender (acho que, nesse caso, a palavra mais adequada seria desacender) as coisas entre os noivos... E vocês, o que acham?

4 comentários:

  1. ótimo dissertação e desenvolvimento do assunto bem claro brevíssimo, "noiva do sol" quando comecei a ler disse assim, o que Wildson tem fala da noiva? qual noiva?, falei, do que mesmo a minha curiosidade fez com quer, dezer olhadinha, mais fala que cidade de Natal não está preparada é verdade fazer o que? nós aceitamos isso nunca contestamos, más bom muito bom texto.

    ResponderExcluir
  2. rsrsrrs... Adorei, Wil! Realmente, acho q eles deram apenas um tempo!

    ResponderExcluir
  3. kkkkkk!!! Vc me pegou!

    "às vezes dar um tempo no relacionamento pode ser saudável para o casal, e um pouco de Chuva também pode ajudar a acender (acho que, nesse caso, a palavra mais adequada seria desacender) as coisas entre os noivos..."

    Espero que a chuva volte...E esfrie um pouco os dias natalenses.
    Ótimo texto Will! Sou sua tiete. Bj

    ResponderExcluir
  4. Ótimo!! Natal é noiva do Sol e amante da Chuva, por isso não se casa... Moderninha.

    ResponderExcluir